[tradução] Guilherme Gontijo Flores fala sobre “Pantagruel e Gargântua”

como escritor é que eu me vejo tradutor, de fato; como alguém que escreve, ou reescreve, um texto agora, assumindo a responsabilidade de uma escrita. Bruno Pernambuco Guilherme Gontijo Flores, tradutor, professor universitário de latim e poeta, autor de livros como carvão::capim (2018) e Potlatch (2022), traduziu, em 2021, Pantagruel e Gargântua, compêndio de romances … Continue lendo [tradução] Guilherme Gontijo Flores fala sobre “Pantagruel e Gargântua”

[tradução] Adriana Lisboa fala sobre Hiroshima mon Amour

Meu papel é fazer o texto de Duras, com todas as suas peculiaridades, surgir como tal diante do leitor brasileiro, o que inclui, às vezes, a aceitação de certo estranhamento. Bruno Pernambuco Adriana Lisboa é romancista, poeta e tradutora, autora de obras como Sinfonia em Branco e O Vivo. Em 2022, traduziu o roteiro do … Continue lendo [tradução] Adriana Lisboa fala sobre Hiroshima mon Amour

“Ru”, de Kim Thúy, a partir de uma vida traça a história de dois países

Ru é uma coleção de histórias que formam uma longa malha contínua. A memória, fio que ata os diferentes retalhos, não faz aparente suas costuras, age no fundo, estabelecendo uma conexão entre as narrativas Bruno Pernambuco Uma palavra, com a mesma sonoridade de um rio, brota da força de estar comprimida entre duas margens opostas. … Continue lendo “Ru”, de Kim Thúy, a partir de uma vida traça a história de dois países