Com ’Luz em agosto’, Faulkner retrata as fraturas do sul norte-americano

Por meio de suas personagens socialmente desajustadas, Faulkner expõe seu lado crítico, e se opõe às opressões sulistas que imperam em seu tempo histórico. Giovana Proença Com Luz em agosto (1932), romance reeditado pela Companhia das Letras, o norte-americano William Faulkner não revolucionou a linguagem, como nos moldes de outros trabalhos como O som e a fúria (1929) e Absalão, … Continue lendo Com ’Luz em agosto’, Faulkner retrata as fraturas do sul norte-americano

‘Uma tristeza infinita’, de Antônio Xerxenesky, é uma peça singular na literatura brasileira

Sou fascinado pela filosofia de Walter Benjamin, que trata, dentre outras coisas, dos elementos culturais que explicam a ascensão do fascismo e o eterno retorno deste. Moro no Brasil dos anos 2020 -- esses assuntos não envelheceram um só dia. Talvez olhar para o passado possa ser iluminador na hora de voltar a refletir sobre … Continue lendo ‘Uma tristeza infinita’, de Antônio Xerxenesky, é uma peça singular na literatura brasileira